sábado, 24 de agosto de 2013

Tudo é uma questão de acreditar.

Todas as respostas estão dentro de nós se queremos saber a partir do nosso ensejo, e não da vontade alheia. O que sentimos é o mais real, surgirão atitudes do nosso verdadeiro ego, atitudes da essência mais pura, porém apenas se for permitido que este sentimento se propague.
Todos passam a existir despidos de maldade, um ser brota do amor e o que floresce só passa a ter intensidade de acordo com o que aprendemos ou nos acostumamos. Quando um bebê vem ao mundo ele é vivo por amor, alimentado por amor, cuidado por um amor inexorável, sem troca, sem manhas. Ele não tem conhecimento algum, não sabe sobre a razão, apenas sente, o primeiro sentimento existente, o amor.
Já a razão... Secundariamente passou a se encontrar, com a racionalidade, por cumprimento de "regras", para buscar respostas exteriores, sem originalidade, apenas para fazer o certo a partir de alguém que já sentiu e das suas experiências mostrou as consequências, assim nos fazendo prever o futuro de cada situação, de cada escolha.

Se quiser e estiver apto a descobrir a essência da vida, se deleitar de cada detalhe que sente sendo bom ou ruim, busca a emoção. Use a razão apenas para a responsabilidade e liberte o viver da sua alma, para assim se lembrar sempre das sensações e contar a todos, deixando-os os escolher se querem ouvir a si próprio interiormente ou nada sentir ouvindo propósitos nada autênticos.

Lily.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog